Buscar
  • Licínio Neto

Poetas precisam-se!


Como a imagem elucida ou não, o fim de um ciclo chegou à recadextomar.pt e o papel do ex-gestor e representante da Recadex em Tomar.

Não creio que a Recadex, seu significado original e sua marca vá abandonar de vez os vossos corações tomarenses (até porque foi aí que fui buscar a simbologia que monto), em curto ou a longo prazo aí estaremos presentes novamente.

Existem caminhos que são difíceis de tomar, existem pedras no sapato que daí saindo, o caminho asfaltam.

A Recadex nasceu no seu âmago num sonho de ver melhores cidades e não parques de circulação e estacionamento de automóveis.

Provamos a cada dia que pedalamos, que a bicicleta é mais eficiente e sustentável solução de transporte e deslocação em meio citadino, seja a cidade qual for!

É a mais fácil e cómoda? Claro que não, mas neste mundo de facilidades, facilitismos e aparentes comodidades, esse alheamento parasítico e egoísta já provou ao que isso leva, a esta ainda "bela casa" que vivemos.

O nosso mundo precisa de mais poetas e menos empreendedores, porque para uns basta amar, sonhar e criar, já para os outros basta lucrar com oportunismo e enriquecer.

Sou mais poeta que empreendedor, não o escondo, a Recadex talvez seja a maior obra, repito que nasce de amor pela cidade e planeta que habito, pelo sonho de cidades mais inteligentes, nas suas soluções, relações com o meio que se insere, servindo a população e economia local de uma forma mais próxima e social.

Abro o caminho a algum "poeta" de Tomar ou qualquer outra cidade, que possa partilhar esse sonho comigo e com o Davide de Abrantes, este nosso projeto que por muito que nos custe pedalar, em nada apoiados, desilusões etc, aqui estaremos a lutar para um futuro melhor para as gerações vindouras.

Não choramos e pedimos gorjetas, só pedimos que pensem bem nas opções fáceis que tomam no dia-a-dia, quem esquecem nesse todo, quem perde, quem sofre, quem morre, quem explora, quem nutre, quem enriquecem, quem merece receber a vossa energia despendida em forma de dinheiro.

Analisem pedir um cabaz de vegetais e fruta de um agricultor local em vez de pedir um menu de fastfood de uma multinacional, a comparação é demasiado atroz mas facilmente entendível.

A Recadex não nasceu para oferecer facilidade ao cliente comum, embora o façamos por inerente hipocrisia, também precisamos de sobreviver, o nosso leque de serviços é muito alargado, mas têm se redundado a entregas de takeaway, não é isso que nos define, mas é nesse serviço que atualmente nos encontramos mais com os clientes.

Saliento que a Recadex é agora uma cooperativa, a primeira cooperativa de ciclo estafetas de Portugal, cooperamos com vista à realização dos objetivos dos nossos estatutos, em completa democracia e plena consciência da dedicação que entregamos.


#dontbotherwedeliver



524 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo